Menu

Profissionais da Saúde

Interpretação de biópsias do endométrio

A interpretação de biópsias de endométrio pelo patologista não é sempre preto no branco sendo as áreas nebulosas frequentes. Para diminuir as chances de má interpretação é importante que ginecologistas e patologistas falem a mesma linguagem.

Informações clínicas é de grande importância para o patologista realizar uma boa interpretação.

  • Idade, menopausa, cirurgias anteriores e qualquer outro dado da história clínica do paciente pode ser de importância.
  • Dados do ciclo menstrual, medicação hormonal; ACO; terapia de reposição; tamoxifeno.

Porque a biopsia endometrial é realizada:

  1. Sangramento anormal.
  2. Infertilidade
  3. Espessamento endometrial no ultrassom.
  4. Monitoramento de terapia hormonal em hiperplasia.
  5. Suspeita de lesão maligna. 

Etiologia de sangramento endometrial:

Relacionado a gestação

Orgânica

Iatrogênia

Disfuncional

Doença Sistêmica

Neoplasia

Etiologia de sangramento endometrial:

  1. Endométrio com distúrbio de proliferação. Glândulas pequenas e inativas: Estroma denso focalmente decidualizado, sugestivo de ação de progestágeno. Recomenda-se correlação clínica e medicamentosa.
  2. Endométrio benigno, com alterações glandulares e estromais consistente com efeito progestágeno.

A comunicação do clínico com o patologista e vice-versa é de grande importância para um bom atendimento à pacientes.

 Biópsia de endométrio observada através de microscópio óptico

  

Bibliografia:

Handbook of endometrial pathology/ Debra S. Heller

Próximo informe: Técnicas para diagnóstico de doenças endometriais: Convencional, molecular e novas técnicas de diagnóstico.

Compartilhe: