Menu

Artigos e Notícias

Os nossos laudos são assinados digitalmente

A assinatura digital é muito mais do que apenas uma assinatura física digitalizada ou um carimbo com o nome do médico em seu computador. Amplamente utilizadas para eliminarem a necessidade de um documento físico, as assinaturas digitais são codificações seguras de um documento que garantem ao receptor, que esse foi oficialmente expedido pelo emissor.

Isso garante a origem e o recebimento dos laudos de forma íntegra e rápida aos médicos, proporcionando velocidade e autenticidade ao documento. É mais uma etapa do processo com a qual o Diagnose se preocupa para oferecer rapidez e segurança nos diagnósticos.
Cabe salientar que um carimbo impresso de assinatura digitalizada, isoladamente, não tem valor, quer em impressão física, quer em meio eletrônico; não garantindo segurança ao tratamento fundamentado nas informações de um laudo anatomopatológico com essas características.
Antigamente se utilizava assinatura à caneta, feita pelo próprio patologista. Hoje, para substituir a autenticidade da assinatura feita pelo próprio punho do responsável, um laboratório deve garantir, na sua gestão interna de qualidade, que o patologista redija, revise e valide o laudo a ser submetido à criptografia da verdadeira assinatura eletrônica.

Como funciona?
Basicamente uma assinatura é composta de dois processos criptográficos. O primeiro é a criação do hash do documento e a encriptação desse hash. Hash é um código de letras gerado por um algoritmo de encriptação que resume grandes quantidades de dados em pequenos códigos fixos. Esse algoritmo gera um resumo único sem outro igual.
Depois de gerado, o hash deve ser criptografado através de um sistema de chave pública, para garantir a autenticação e a irretratabilidade. Cada pessoa (física ou jurídica) possui sua chave particular que deve ser usada para assinar a mensagem e armazenar o hash junto a ela.

Logo, toda assinatura deve cumprir os seguintes requisitos:
- autenticidade: o receptor deve poder confirmar que a assinatura foi feita pelo emissor;
- integridade: qualquer alteração da mensagem faz com que a assinatura não corresponda mais ao documento;
- irretratabilidade ou não-repúdio: o emissor não pode negar a autenticidade da mensagem.

QR Code
A assinatura digital é válida enquanto o seu laudo estiver em meio digital (computador, pen drive, e-mail, WhatsApp, etc). Se impresso, o laudo do Diagnose pode ser validado simplesmente utilizando um leitor de QR Code do seu celular, por exemplo. Uma vez lido o QR Code impresso, o laudo original, na sua atual e verdadeira versão aparecerá na tela. Essa é mais uma garantia de que o laudo que você tem na mão é autêntico.

Não se engane! Um laudo que consta “assinado eletronicamente” no seu texto (rodapé) significa apenas que um usuário com senha válida em qualquer sistema informatizado “clicou” em um botão “assinar” em um computador. O documento resultante dessa ação (impresso ou enviado por e-mail, por exemplo), não necessariamente tem validade verificável ou valor legal.

 

ENTENDA ONDE ESTÃO AS INFORMAÇÕES NO SEU LAUDO.

01 - NOME DO PACIENTE

02 - MÉDICO SOLICITANTE

03 - NÚMERO DE ROTULAGEM INTERNA DA AMOSTRA

04 - LAUDO DESCRITIVO DA AMOSTRA

05 - IMAGEM ILUSTRATIVA DA AMOSTRA EXAMINADA

06 - MÉDICO DO DIAGNOSE RESPONSÁVEL PELA LAUDAGEM DO EXAME

07 - QR CODE QUE LEVA À VERSÃO ORIGINAL E VÁLIDA DO LAUDO EM NOSSO SERVIDOR

08 - EVIDÊNCIA DO PROCESSO DE ASSINATURA DIGITAL - VER DOCUMENTO ANEXO.

 

COMO APARECE NO SEU COMPUTADOR:

 

 

Compartilhe:

Outras Notícias

Todas as Notícias