Menu

Artigos e Notícias

Dezembro Laranja

Com a intenção de estimular a população na prevenção e no diagnóstico ao câncer da pele, em 2014 a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) deu inicio ao movimento de combate ao câncer da pele chamado de Dezembro Laranja.

Um país com menos casos de câncer da pele é meta alcançável e a conscientização pública é uma das formas de reduzir o número de casos.

E nós do Grupo Diagnose apoiamos esta campanha anualmente através do compartilhamento de informações sobre como prevenir esta doença.

O QUE É?

O melanoma é um câncer de pele que começa com o crescimento excessivo e descontrolado dos melanócitos, células que produzem a melanina, pigmento que determina a cor da nossa pele. De cada 100 casos de câncer de pele, 5 são melanomas. 

PORQUE É O MAIS GRAVE DE TODOS OS CÂNCERES DE PELE? 

Porque tem alta possibilidade de dar origem à metástases, ou seja, transferir ou passar as células cancerosas da pele para outros órgãos do corpo. Essas metástases ocorrem em praticamente todos os melanomas não tratados e podem levar à morte. 

COMO SE APRESENTAM? 

Quase sempre se apresentam como uma lesão enegrecida, que pode ser decorrente de um “sinal/pinta” já existente que teve uma mudança ou pode aparecer como uma nova mancha. Na maioria das vezes aparece em pessoas de pele clara, no tronco nos homens e nos membros inferiores nas mulheres. 

QUAIS OS PRINCIPAIS FATORES DE RISCO PARA UM INDIVÍDUO DESENVOLVER UM MELANOMA? 

Pessoas de pele clara e sensível ao sol; possuir muitas “pintas” espalhadas pelo corpo (100 ou mais); ter casos de melanoma na família; ter sido submetido(a) a exposição excessiva ao sol ou bronzeamento artificial (cabines de bronzeamento); ter 50 anos de idade ou mais e indivíduos que já tiveram um melanoma. 

COMO SUSPEITAR QUE MEU “SINAL” VIROU MELANOMA? (ABCDE DO MELANOMA)

 

COMO SABER SE MEU “SINAL” VIROU UM MELANOMA? 

A suspeita do diagnóstico de melanoma é feita através da história do paciente e do exame físico. Junto com o exame físico alguns médicos utilizam uma técnica chamada de dermatoscopia, que é a observação da pele através de um aparelho chamado de dermatoscópio, que possui uma lente de aumento especial com uma fonte de luz. A confirmação do diagnóstico é feita através da retirada de parte (biópsia incisional) ou da totalidade (biópsia excisional) do tecido suspeito, com posterior análise em microscópio (exame anatomopatológico), realizada por um médico patologista. 

 

Aparência microscópica de um Melanoma.

Fonte: arquivo do Grupo Diagnose.

 

COMO É FEITO O TRATAMENTO? 

O tratamento depende da localização e da agressividade do tumor, sendo a cirurgia a principal opção para a maioria dos casos. Dependendo do estágio, quimioterapia e radioterapia também podem ser necessárias. Se o tratamento for feito em estágios iniciais, o paciente geralmente é curado. 

COMO PREVENIR O MELANOMA? 

  • Evitar a exposição solar entre 10:00 e 15:00;
  • Usar creme fotoprotetor com FPS 30 ou mais e reaplicar após suor intenso ou mergulhos;
  • Evitar bronzeamento através de fontes artificiais de raios ultravioleta (cabines de bronzeamento);
  • Complementar a proteção com óculos de sol, camiseta e guarda-sol;
  • Fazer o autoexame da pele.

 

 

 

Atenção: A informação existente neste conteúdo pretende apoiar e não substituir a consulta médica. Procure sempre uma avaliação pessoal com um médico da sua confiança .

TEXTO ESCRITO POR DRA.CRISTINA DORNELLES, MÉDICA PATOLOGISTA DO GRUPO DIAGNOSE.

Compartilhe:

Você pode entrar em contato conosco através do formulário abaixo, para tirar dúvidas ou solicitar mais informações a respeito do tema abordado nesse artigo.

Outras Notícias

Todas as Notícias