Menu

Artigos e Notícias

Teste RT-qPCR e teste de Antígeno. Entenda melhor os testes para COVID-19.

Existem 2 grupos maiores de testes diagnósticos para a COVID-19, considerando as abordagens de identificação do agente infeccioso (vírus SARS-CoV2) ou da resposta imune do hospedeiro.
Quando se propõe a diagnosticar doença ativa, ou seja, detectar indivíduos doentes, portanto com chance de agravamento e/ou com capacidade de transmissão da virose, a abordagem deve ser identificar a presença do vírus na via aérea do paciente. Se o intuito for detectar infecção prévia ou possível imunidade adquirida, o enfoque é pesquisar a presença de anticorpos anti-SARS-CoV2 circulantes no sangue. Assim sendo, os exames úteis na prevenção da disseminação da doença e no diagnóstico dos indivíduos sintomáticos ou suspeitos devem sempre ser os que identificam o microorganismo na via aérea pois, logicamente, tratando-se de uma virose respiratória, este é o local de entrada e saída do vírus do organismo.

Dos testes disponíveis, destacam-se o teste de antígeno (proteína) viral e o RT-qPCR (também conhecido apenas como PCR) que detecta o material genético do vírus. O teste de antígeno também é conhecido como teste rápido, pois não necessita de infraestrutura laboratorial, podendo ser realizado inclusive em farmácias. O teste de PCR necessita de estrutura laboratorial que extraia material genético da via aérea do paciente, detecte a presença do gene viral e quantifique o mesmo.


Se por um lado o teste de antígeno é mais rápido (resultado em minutos) e barato, a sua acurácia (chance de resultado preciso) é consensualmente inferior à do PCR. Evidência disso é a utilização sistemática e virtualmente exclusiva do PCR pelas entidades públicas no Brasil e exterior para diagnóstico assistencial e epidemiológico contínuo das populações.

Em comunicado de dezembro de 2020, a Sociedade Brasileira de Infectologia informa: “...outro exame possível de ser realizado na primeira semana de sintomas é o teste de antígeno. É mais barato, não precisa de laboratório e tem menor tempo para o resultado, porém a sensibilidade é inferior à do RT-qPCR, principalmente em indivíduos assintomáticos ou com carga viral baixa. Sendo assim, quando negativo (teste de antígeno) não exclui o diagnóstico..."
Por este motivo, o RT-qPCR é o “padrão-ouro” do diagnóstico da COVID-19, sendo tecnicamente a primeira escolha sempre que disponível.

Mutações: uma preocupação recente se refere ao efeito das mutações (variantes ou cepas novas do vírus) na acurácia dos testes diagnósticos. Como as mutações detectadas até o momento atingem regiões dos genes virais denominadas ORF e/ou o gene “S” (de “spike” ou espícula da superfície viral), testes de PCR ou de antígeno (proteína) direcionados para estas estruturas ou sequências genéticas específicas podem apresentar resultados falso-negativos. Aqui no Diagnose o ensaio genético executado “in house” detecta 2 sequências específicas do gene “N” do SARS-CoV2, onde não há variação (mutação) descrita até o presente momento.


O Laboratório Diagnose é o único laboratório não universitário e privado da região que realiza o teste de PCR localmente, desde a coleta até a reação de PCR em tempo real e interpretação dos resultados. Fomos pioneiros ao disponibilizar o teste na região e nosso tempo de entrega é o grande diferencial.
O prazo de 24h úteis para o resultado e, na atual conjuntura de grande demanda com frequente liberação dos resultados no mesmo dia da coleta, fez com que fossem fechados contratos com as maiores empresas locais. Alguns exemplos são: Grupo Randon, Marcopolo, Dynamics, Madal, Ognibene, Servicarga, Florense, Magazine Luiza, EC Juventude, SER Caxias, Culturama, Lamina, Unicred, Manzato, Sanmartin, Ecocerta, Banrisul, entre outras.
Um prazo curto para resultado otimiza a gestão, garantindo melhor cuidado com a disseminação da doença e poupando recursos dessas organizações por meio de redução do tempo de afastamento dos colaboradores suspeitos de estarem infectados.


Nós nos comprometemos em entregar em no máximo 24h úteis o resultado, logo, nosso preço é um pouco maior do que o dos serviços que encaminham as amostras para os grandes laboratórios do centro do país. As amostras são avaliadas nesse prazo independentemente do volume de exames do dia, ou seja, nosso compromisso é entregar em 24h de dias úteis mesmo que tenhamos que “rodar” toda a estrutura diagnóstica com apenas 1 amostra. Atualmente, nos orgulhamos de dizer que nas coletas do turno da manhã, salvos os raros casos que necessitem repetição por questões técnicas, os resultados são liberados no mesmo dia da coleta, uma raridade se tratando do nosso país.


Além de todo o arcabouço teórico que afirma a superioridade da tecnologia de PCR e do tempo de entrega único, importa dizer que o Diagnose é uma empresa nativa da Serra Gaúcha que produz localmente, gerando conhecimento e empregos localmente na realização dos testes, diferentemente do mercado de “kits” de testes rápidos que necessitam exclusivamente de um ponto de venda.

Dr. Guilherme Portela Coelho – CRM 23795

 

  • clique a seguir para ler: ATUALIZAÇÕES E RECOMENDAÇÕES SOBRE A COVID-19 Elaborado em 09/12/2020, da SOCIEDADE BRASILEIRA DE INFECTOLOGIA.
Compartilhe:

Outras Notícias

Todas as Notícias